top of page

QUANDO UM FINANCIAMENTO É REPROVADO?


O sonho da casa própria envolve diferentes etapas a serem entendidas e executadas e, o financiamento, muitas vezes faz parte do processo.

Apesar de ser um recurso usado com muita frequência, é possível que um cliente seja recusado no financiamento. Mas você tem ideia do que possa causar essa recusa?

É importante começar entendendo que cada banco ou instituição possui suas regras e requisitos para a liberação do financiamento, e, um dos principais motivos de recusa de financiamento é ter o “nome sujo”.

Confira os demais motivos que possam atrapalhar o processo e se antecipe ao que possa ser feito para que tudo corra dentro do planejado.

  • Renda insuficiente

Um dos fatores analisados no pedido de um financiamento imobiliário é o valor da renda familiar bruta. Com base nesse valor, o banco avalia se libera ou não o crédito para a compra do imóvel. De acordo com a Lei Nº 8.692, o valor mensal das parcelas do financiamento não pode ultrapassar 30% da renda familiar.

  • Valor de entrada

Para solicitar um financiamento é preciso ter um valor de entrada para dar no imóvel. Em geral, os bancos financiam no máximo 80% do bem.

  • Outros financiamentos

Ter outros financiamentos em seu nome que possam comprometer sua renda também é um impeditivo para aprovação de um novo financiamento.

Para o banco, com dois financiamentos ativos, o risco do candidato à compra de um imóvel se tornar inadimplente. Mesmo comprovando renda extra, se não for um valor fixo mensal, o banco pode relutar para liberar o financiamento, por se tratar de uma renda variável.

  • Score baixo e negativo de crédito

O score de crédito é uma pontuação que vai de 0 a 1.000 e mostra o seu perfil financeiro, logo, o score pode ser consultado por empresas e bancos quando você solicita algum tipo de crédito, como o financiamento imobiliário, por exemplo. Com as informações do seu score, as empresas avaliam se você é bom ou mau pagador de contas.

  • Problemas na Receita Federal ou INSS

Estar em débito com essas instituições, como por exemplo não ter declarado Imposto de Renda, pode invalidar o cliente de receber o financiamento.

Por isso é importante estar sempre em dia com as burocracias exigidas.

  • Nome sujo

Como falado, é um dos principais motivos de recusa de financiamento. Quando a pessoa pede o financiamento é feita uma análise de crédito que verifica quanto a pessoa ganha, quais são as dívidas que ela tem e como ela paga suas contas.

Atualmente, mais de 60 milhões de brasileiros não pagaram suas contas e estão com o “nome sujo”, ou seja, com o CPF restrito. Em outras palavras, de cada dez brasileiros, quatro estão negativados.


Caso você tenha um financiamento reprovado, é possível que você acerte todas as pendências indicadas na reprovação. Aí, depois de seis meses, você pode pedir novamente um financiamento imobiliário.

bottom of page