Blog

Animais de estimação na maioria das vezes são como parte da família! Esses bichinhos são tão especiais que se inserem na rotina da casa e, em alguns casos, são tratados realmente como “filhos”.

Desde os mais velhos até as crianças, é muito comum encontrar pessoas que amem bichinhos de estimação e sintam necessidade de tê-los em casa.

O fato é que alguns animais se adaptam melhor ao ambiente restrito e fechado de um lar e, nos casos de apartamento, essa escolha por um animalzinho fica ainda mais específica.

Separamos algumas das principais dúvidas que envolvem animais domésticos e o espaço mais limitado de um apartamento.

É permitido ter animais de estimação em qualquer apartamento?

Legalmente, existe um artigo que fala sobre esse assunto. Trata-se do artigo 19 da Lei nº 4.591/64, que trata dos condomínios, deixa bem claro que o condômino pode ter, se quiser, um animal de estimação. A única exigência legal é que sejam respeitadas as normas de boa vizinhança.

Sendo assim, nenhum empreendimento pode proibir um morador de ter um animal em casa desde que o morador respeite as regras internas do condomínio, que podem ser sobre o uso de elevadores, focinheiras, obrigatoriedade de coleira em áreas comuns ou até mesmo em relação ao barulho.

Mas acima de qualquer determinação, é fundamental saber usar do bom senso. Essa é uma regra básica de qualquer lugar onde se deseja construir uma convivência pacífica e proveitosa, para todos os interessados.

Quais os animais mais adequados para o espaço de um apartamento?

Sabemos que o fator espaço, em geral, é o maior limitador para se ter um animalzinho em casa.

Escolher uma espécie que se adapte facilmente ao ambiente e não seja tão barulhento é a melhor saída para evitar problemas futuros.

Existem alguns animais domésticos que podem ser criados em apartamento tranquilamente, são eles:

  • Cães (opte por cães de porte pequeno, como Shih-tzu, Poodle, Yorkshire, Schnauzer, Pinscher, Pug e Buldogue francês e tome muito cuidado com relação ao barulho que eles produzem);
  • Gatos;
  • Peixes;
  • Coelhos;
  • Pássaros (fique atento aos que não sejam tão barulhentos);
  • Furões;
  • Roedores (Hamsters, Porquinhos-da-Índia, Chinchilas, Camundongos, Ratos);
  • Tartarugas.

Busque sempre por animais que sejam legalizados, em estabelecimentos devidamente reconhecidos e autorizados pelo IBAMA. Do contrário, você pode estar colaborando com o tráfico de animais, que além de ser uma prática criminosa, faz muito mal às espécies e ao planeta.

Quais cuidados para ter um animal de estimação em apartamento?

Os animais cuidados em apartamento devem ser de acordo com o que demanda aquela espécie. Mas, no geral, procure ter algumas práticas que irão ajudar no convívio e dia-a-dia do bichinho.

  • Reserve um espaço para as necessidades fisiológicas do animal de estimação;
  • Veja um local apropriado para que ele durma;
  • Mantenha ambos os locais limpos e a higiene do apartamento em dia. Algumas espécies podem exalar odores e até mesmo queda de pêlos.
  • Prepare um espaço para brinquedos adequados para manter o bem-estar do bichinho.
  • Analise os critérios de segurança necessários para o animal de estimação em seu apartamento. Caso necessário, coloque telas e vede as portas.
  • Busque adestrar o seu animalzinho, isso pode garantir que nada em sua casa seja danificado e, quando estiver com ele nas áreas comuns, não ofereça riscos aos outros moradores.

O mais importante de tudo é que não falte amor aos animais que moram em sua casa ou apartamento. Eles são grandes companheiros e merecem todo carinho que temos a oferecer.

Deixe uma resposta