Blog

Quando pensamos em comprar um imóvel, o financiamento é um dos grandes facilitadores para conquistar esse sonho. No entanto, existe uma burocracia para que esse empréstimo seja aprovado e a principal delas é a comprovação de renda.

Para pessoas que trabalham em regime CLT essa comprovação é mais simples, gerando muitas dúvidas para pessoas que são autônomas.

O principal ponto é que você não precisa ter um vínculo empregatício para dar entrada no processo de financiamento, existem outras formas de comprovar sua renda.

Para facilitar o processo de aprovação, separamos algumas dicas para quem está buscando por um financiamento e não possui carteira assinada.

Conta bancária

A conta bancária pode servir como comprovante de renda para casos de pessoas autônomas. Usar uma única conta bancária para as movimentações do mês durante 6 meses, permite que você utilize essa informação como comprovação de renda.

Essa dica é principalmente interessante para aqueles que possuem mais de uma fonte de renda.

Você pode utilizar conta de qualquer banco, mas caso consiga ter uma conta com essas movimentações no mesmo banco onde fará o financiamento, pode ser um atrativo ainda maior para aprovar a solicitação.

O extrato dessa conta irá mostrar o quanto você ganha e se de fato é o quanto declarou receber.

Outra dica é ter uma conta corrente aberta em seu nome. Ela é essencial para aqueles que desejam tentar um financiamento, por causa do pagamento das parcelas do valor financiado.

Documentos

Além dos extratos bancários citados acima, uma outra ferramenta é aceita por muitos bancos e financiadoras: a declaração de imposto de renda.

Esse documento informa tudo que foi recebido e gasto pelo declarante no ano anterior. Como os bancos podem considerar as informações desatualizadas, eles podem ainda solicitar outros documentos para complementar o conteúdo da declaração de imposto de renda.

CPF sem restrição

Ter um histórico negativo no CPF pode dificultar a aprovação do financiamento.

Caso você tenha pendências em seu nome, o recomendado é que esta burocracia seja resolvida antes de solicitar o financiamento.

Empresa no nome

Ter uma empresa aberta no nome facilita a comprovação de renda. Isso facilita muito o processo de financiamento.

Ter uma microempresa individual (MEI), além de formalizar o seu negócio, você conta com várias vantagens por ser isento de impostos federais, já que só precisa pagar uma taxa mensal única que dá ainda direito aos benefícios do INSS (auxílio maternidade, auxílio doença e aposentadoria, etc).

Além disso, é ideal manter a contabilidade do seu negócio organizada. Saber todos os contratos estabelecidos e possuir recibos é muito importante para te ajudar na liberação do financiamento, esses documentos mostram o quanto você costuma receber pelos serviços que presta.

 Decore

O documento Decore é a Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos. Trata-se de um documento para comprovar a renda de autônomos, profissionais liberais e empresários no ano 2000, pode substituir o holerite e garantir a quem se encaixa no perfil dos profissionais citados acima o crédito, financiamento, abertura de conta ou atender demais necessidades que dependam desta comprovação.

Ela também pode ser usada para comprovar a retirada do pró-labore. Lembrando que o pró-labore é a remuneração dos sócios que trabalham na empresa.

E aí, já está com tudo em dia para solicitar seu financiamento? Boa sorte e que seu sonho se realize o quanto antes!

Deixe uma resposta